22 abril 2019

Viva o compasso pascal!

Viva o compasso pascal!


Mais um ano, mais uma visita
Deste compasso pascal,
É uma festa bem bonita,
E que nunca é igual.

E que nunca é igual
Logo vem outro, se falta algum,
Renova-se o pessoal,
Que aqui somos todos por um.

Que aqui somos todos por um,
Na alegria ou na tristeza,
Na fartura ou no jejum,
Cabendo todos à mesa.

Cabendo todos à mesa,
Onde não falta o anho assado,
Nesta casa portuguesa,
Onde honramos o passado.

Onde honramos o passado,
O presente e o futuro,
Se alguém está adoentado,
Tem aqui um porto seguro.

Tem aqui um porto seguro,
Damos valor à amizade,
Às vezes o rosto é duro,
Mas o resto é humildade.

Mas o resto é humildade,
Viva o compasso pascal,
E a nossa fraternidade!...
Boa Páscoa, pessoal!

Boa Páscoa, pessoal,
Boa saúde e longa vida,
À Ti Nitas, em especial,
Que nos é muito querida!

Quinta de Candoz,
segunda feira de Páscoa,

22 de abril de 2019

06 abril 2019

Parabéns, Gusto e Nitas"...45 anos de casados!... Que continuem a ser felizes!




Lisboa >  MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecologia >  17 de junho de 2018 > A Nita e o Gusto, frente ao Tejo, a ponte 25 de abril e o Cristo.Rei, em Almada, na margem esquerda


Lisboa > Estuário do rio Tejo > 17 de junho de 2018 > Uma fragata com o sugestivo nome "Sejas Feliz"... A Alice, eu, o Gusto e a Nitas tínhamos acabado de chegar de um cruzeiro pelo Mediterrâneo... Foto tirada do MAAT - Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia.



Fotos (e legendas): © Luís Graça (2019). Todos os direitos reservados


Soneto de parabéns, ao Gusto e à Nitas, pelos seus 45 anos de casados




Gusto, quarenta e cinco anos de casados

Até parecem pena de prisão pesada,

Junta-lhe agora mais nove de namorados,

E aí tens uma história bem contada.



“História bem contada e melhor vivida”

− Diz a Nitas, deste filme a atriz principal −

“E o segredo é, com conta, peso e medida,

Dosear o amor e nada de fazer mal”…



Ao outro, nosso companheiro, companheira:

Os que se amam também bulham mas nunca mentem,

Esta é a lição de uma vida inteira.



“Qu’ a prisão, mesmo dourada, é a rotina”

− Diz o Gusto, o outro ator 
−  “Experimentem!

O resto é só p’ra nós…, e aqui fecho a cortina!”




Parabéns aos nossos pombinhos, algures em Monção!

Muita saúde e longa vida, que vocês merecem tudo!

Lourinhã, 6 de abril de 2019

Luís e Alice