29 julho 2008

Parabéns, Quim, pelas tuas 74 primaveras... em dia também da Festa de Nossa Senhora do Socorro: 26 de Julho


26 de Julho de 2008... Faz anos o Quim: 74!!! Uma bela idade, ainda por cima com um coração novo... É também a festa de Nossa Senhora do Socorro. Os Bombos 4 Estações, da freguesia de Paredes de Viadores, Marco de Canaveses (Telefone 255 582 038), acompanhavam os mordomos da festa na recolha de contribuições.

Um dos dois mordomos que aparecem na foto, o mais novo, é o nosso primo, o Pinto. Parabéns também a ele e aos restantes mordomos por manterem viva aquela que é, porventura, a seguir à festa da sede do concelho, a maior e a melhor festa anual do Marco de Canaveses. O fogo de artifício deste ano, por exemplo, agradou plenamente ao povo da terra e aos forasteiros.... Ao som da música do grego Vangelis, o fogo de artfício foi de nível internacional...

Vídeo (4' 39''): © Luís Graça (2008). Direitos reservados. Vídeo alojados em: You Tube >Nhabijoes. (Em caso de deficiente visionamento ou carregamento do vídeo, clicar, no You Tube > Nhabijões, em watch in high quality ).

24 julho 2008

As nossas cerdeiras (... ou cerejeiras)


Cerejeiras em flor... Quinta de Candoz, Lugar de Candoz, Freguesia de Paredes de Viadores, Concelho de Marco de Canavezes, Segunda feira de Páscoa, 24 de Março de 2008... No vídeo, aparece o Gusto e o Joaquim, este último à conversa com o autor do vídeo.

Vídeo (2' 55''): © Luís Graça (2008). Direitos reservados. Vídeo alojados em: You Tube >Nhabijoes



Cerejeira ou cerdeira ? O dicionário Houaiss de Língua Portuguesa não regista o vocábulo cerdeira, muito usado na região de Entre Douro e Minho, mas também no Alto Douro... Tomo a liberdade de transcrever aqui um belíssimo poema de um camarada e amigo meu, que é da Régua, o José Manuel Lopes, também produtor, de excelentes vinhos de mesa na Região Demarcada do Douro, na sua Quinta da Graça. Foi escrito no sul da Guiné, em 1973, em plena guerra (1):

O recordar dos sentidos

Como é bom ver
as flores das amendoeiras
as cerdeiras a florir
as flores das laranjeiras
as vinhas a rebentar
as flores dos pessegueiros
e as rosas do quintal
como é bom ver

como é bom sentir
o tacto duma pele macia
debaixo da nossa mão
o aconchego duns seios
para matar a solidão
como é bom sentir

como é bom ouvir
quem nos faça sorrir
o som da água a correr
o vento a soprar nas canas
como é bom ouvir

como é bom cheirar
o doce aroma do mosto
que se solta do lagar
ou o cheiro do fumeiro
naquela lareira a secar
como é bom cheirar

como é bom saborear
uma sopa quente do pote
uma sardinha na brasa
ou carne fresca a grelhar
como é bom saborear

como é bom falar
numa roda de amigos
ou num serão ao luar
cantar canções e poemas
até a noite acabar
como é bom falar

Guiné, Mampatá, 1973

josema

________

Nota de L.G.:

(1) Vd. Blogue Luís Graça & Camaradas da Guiné > poste de 22 de Julho de 2008 > Guiné 63/74 - P3084: Poemário do José Manuel (21): O recordar dos sentidos: como é bom ver, sentir, ouvir, cheirar, saborear, falar...

Vd. também 27 de Fevereiro de 2008 >Guiné 63/74 - P2585: Blogpoesia (8): Viagem sem regresso (José Manuel, Fur Mil Op Esp, CART 6250, Mampatá, 1972/74)

10 julho 2008

Parabéns, Tiago , o nosso menino de oiro, o nosso querido médico, que hoje faz 26 anos!






Região Autónoma da Madeira > Agosto de 1990 > Férias conjuntas das duas famílias, Alice & Luís, Gusto & Nitas... Nas fotos, os primos (dos mais novos para os mais velhos): João, Tiago, Luís Filipe e Joana... Foram umas férias de sonho... Alugámos um carro com o qual percorremos toda a ilha... Nessa altura, a Madeira ainda não era o queixo suiço que é hoje... O nosso Tiago tinha então 8 anos e estava longe de poder imaginar que, passados dezoito anos e muitos sonhos (em que ele quis ser tudo o que há neste e no outro mundo, desde jogador de futebol a piloto de karting), em 2008 seria médico e estaria a trabalhar no Centro Hospitalar do Funchal, a fazer o primeiro ano (comum) do Internato Complementar de Medicina...

Este menino de ouro orgulha-nos a todos. Em jeito de homenagem, fui ao baú repescar estas velhas fotos... O teu tio, que te quer muito, deseja-te um belo dia, na companhia dos teus queridos pais, Gusto e Nitas, mais a tia Rosa e o tio Quim, que estão contigo este fim de semana. Bem gostaríamos, todos nós, de estar aí também na tua festa.

PARABÉNS!!! Os tios Luís e Alice, os primos Joana e João. Temos muitas saudades tuas.


Região Autónoma da Madeira - Jardim Botánico > 10 de Julho de 2008 - 18 anos depois das fotografias acima > O Tiago no dia do seu 26º Aniversário com a Mãe, a tia Rosa (Madrinha) e o tio Quim (Padrinho).


Fotos: © Luís Graça (2008) e Augusto Pinto Soares (2008). Direitos reservados.

PS - Já agora visita o meu blogue e vê, em vídeo, a actuação do João e da banda dele no Cabaret Maxime, de Lisboa. Ele ficou todo babado, porque a casa estava a abarrotar... É um sítio mítico de Lisboa. Os Melech Mechaya lançaram oficialmente o seu EP (com cinco temas, dos quais três originais, sempre dentro da música instrumental klezmer)... Além dos/as muitos/as amigos/as e colegas (incluindo os/as da Faculdade de Ciências Médicas), ele (e o grupo) teve a presença especial da talentosa, belíssima, fabulosa actriz, em meteórica ascensão, Soraia Chaves, irmã de uma amiga dele... Os Melech Mechaya estão em forma e recomendam-se. No dia 18 de Julho irão actuar à LOurinhã e em em Agosto estarão nos Açores. Como deves imaginar, com tudo isto o médico sofre enquanto o violinista goza...

7 de Julho de 2008 > Guiné 63/74 - P3028: Eu, o Jorge Cabral, o António Graça de Abreu e... o Levezinho, no velho/novo Maxime, com os Melech Mechaya (Luís Graça)

01 julho 2008

Mensagem dos pais do Luís e sogros da Alice, agora no Lar e Centro de Dia de N.Sra. da Guia, Atalaia, Lourinhã



Lourinhã > Atalaia > Lar e Centro de Dia de Nossa Senhora da Guia > 27 de Junho de 2008 > Ps pais do Luís e sogros da Alice... Agora no ocaso da vida (o Luís Henriques, com 87 anos; a Maria da Graça, com 85), ficaram institucionalizados (um eufemismo para se dizer que os nossos velhos foram para um lar)...

O seu novo lar agora é na Atalaia, junto ao mar, a menos de três quilómetros da Lourinhã... Ao fim de cinco dias, pareciam estar bem... São o único casal que está no Lar, e têm só para eles um quarto privativo, com vista para o mar e as Berlengas...

Quiseram deixar aqui um depoimento, filmado para os netos de Lisboa, o João e a Joana (que ainda os não puderam visitar) e para os amigos do Norte, que sempre os trataram tão bem... Ficarão radiantes quando receberem uma visita do pessoal de Candoz, o tio Quim e a tia Rosa, o tio Gusto e a tia Nitas, o tio Manel e a tia Mi, o tio Zé e a tia Teresa, o tio António e a tia Graça, e mais a sua farta descendência...

Gente amiga, do melhor...
Vejam lá a minha sorte!
Fui tratado como um senhor,

Quando lá estive, no Norte!




video

Vídeo (4' 19''): © Luís Graça (2008). Direitos reservados.