29 janeiro 2008

Adivinhem quem faz anos hoje ?... Parabéns ao nosso...LUÍS!!!

Olá, Luís,

Antes de mais, muitos e muitos!!!!!!! parabéns pela passagem de mais um aniversário, na companhia de quem tu mais adoras: A tua mulher, os teus filhos e os teus pais, que por acaso se encontram neste momento contigo.

És um Homem cheio de sorte, mas tu também mereces tudo, porque és um bom marido, um bom pai e também um bom filho!... Sim, porque bom cunhado eu tenho a certeza, porque já usufruí muitas vezes de toda a tua bondade e entrega total. Bem hajas, meu querido cunhado, e obrigada por tudo que tens oferecido a todos nós; os teus versos lindos, as tuas palavras, as tuas fotografias, os teus Blogs, etc. etc....

Tenho pena de não estar presente para beber uma taça convosco, mas faz de conta que estamos presentes, ou então festejamos no Sábado.!!!!

Recebe um grande abraço da tua cunhada que muito te estima.

Anita

16 janeiro 2008

Com um brilhozinho nos olhos... (Anita)

Luis, Alice, Joana e João:

Acabei de chegar do nosso jantar, na Fundação Cupertino de Miranda - por sinal muito bom, só foi pena não poderem estar connosco.

Fui logo dar uma vista de olhos ao blogue e, como não podia deixar de ser, fiquei espantada com tudo que lá vi. O que a Joaninha fez (tão lindo, a tua (minha) fotografia e todo o teu e vosso relato.

Fiquei toda babada, como era de esperar, e ainda com uma lágrima ao canto do olho, por tanta manifestação de carinho.

O meu muitttto obrigada a todos vós.
Beijinhos para todos:
Da Mana, cunhada e tia,
Anita

15 janeiro 2008

Adivinhem quem faz anos hoje ?... Parabéns à nossa... NITAS!!!

Ilustração: © Joana Graça (2008). Todos os direitos reservados.

Foto (pormenor): autor desconhecido. A Senhora Engenheira quando jovem...

Foto da foto: Luís Graça (2007)

Quem reconhece a nossa mana ? Quem se lembra desta carinha larocas ?... Já lá vão uns aninhos... Mas a gente lá foi ao velho baú da família e desencantou-te, Nita...

Para quem chega aqui ao blogue e não te conhece, ficam desde já saber que tu és a última das raparigas, a seguir à Rosa e à Alice, e o penúltimo dos filhos do casal José Carneiro & Maria Ferreira... O mais novinho é o Zé. Outros rapazes são o António e o Manuel...

Vem tudo isto a propósito do 15 de Janeiro de 1947, ano em que a família Carneiro de Candoz ficou mais rica, com este pimpolho que se vê na fotografia... Perdeu-se na memória dos tempos o autor da chapa, mas ficou para a posteridade a fotogenia da criancinha... Já nessa altura ela gostava de aparecer na fotografia!...

Hoje, mãe de dois rapazes (e o mais novo, o Tiago, puxa ao fenótipo da menina sua mãe, loirinho também quando era menino e moço), continua a ser a Nita de sempre, de que todos gostamos muito...

Para os filhos, é aquela mãe. Para o marido, é aquela esposa. Para os sobrinhos, é aquela tia! Para os irmãos, é aquela mana. Para os cunhados, é aquela... mana. Para os colegas de trabalho, é simplesmente a Ana. Para os alunos, é a Senhora Engenheira. Para os Prof. do ISEP, a Engenheira Ana... Para os amigos, é aquela amiga, sempre prestável e atenciosa... Todos, sem excepção, reconhecem a sua enorme entrega às coisas em que se mete e a sua grande capacidade de trabalho...

Foi por isso que a Joana a retratou, no desenho acima, a abraçar a lua, com os pés bem asssentes na terra... Daqui de Lisboa, é assim que a gente a vê. Com pena, naturalmente, de não estar com ela, aí no Porto, para poder cantar-lhe os parabéns. Resta-nos saber que, além de hoje ser o seu dia, ela teve como prenda muito especial o seu Tiago, o nosso Dr. Tiago, que acaba de regressar de um périplo de quase três semanas pela Europa, antes de partir dentro de dias para a Madeira onde vai dar início ao seu internato médico de especialidade...

De forma que a família Soares está hoje reunida, num restaurante do Porto e o que é importante é sabermos que eles estão bem - o Gusto, o Luís Filipe, o Tiago e a aniversariante -, que eles estão felizes, que eles são um família unida, que eles são uma família portuguesa do Porto... E, enfim, que todos nós temos muito orgulho neles e que é, para nós, um privilégio e uma honra a sua amizade... Parabéns, Nita, que vivas muitos anos e que, no mínimo, daqui a trinta e nove anos, ainda tenhas força para soprar as 100 velas!

Os meios mouros, meios morcões, Alice, Luís, Joana, João.

PS - Aqui vai também uma gracinha do João que não escreve nem pinta mas toca... Vídeo: "Do João para a tia Nita" (Candoz, 8 de Dezembro de 2007). Vídeo: 1m e 17 ss.

video

14 janeiro 2008

Fotos com legenda (1): Eu, João, e o meu avô Luis, aprendendo a ser feliz e livre como os passarinhos de Candoz

Candoz > O meu avô paterno Luís e eu... Uma conversa muito filosófica, em verso, claro... Já não me recordo do tema, mas a verdade é que eu estava muito atento à explicação que ele me estava a dar... Eu devia ter quatro ou cinco anos... Gosto muito desta foto. Isto deve-se ter passado por volta de 1988 ou 1989... Talvez na altura das férias da Pácoa, não ? Por detrás de mim, vejo cebolas plantadas... Era primavera.

Falando com ele, hoje em Lisboa, não teve dificuldade em puxar pela memória: o motivo da conversa (e da imitação, pelo jeito dos lábios) era um passarinho que andava por ali perto, livre e feliz da vida... Que é como o meu avô da Lourinhã anda sempre... Agora um bocado mais velhote e menos livre, com os seus quase 88 anos (que vai fazer em Agosto próximo)... É o meu avô poeta e sábio, de quem gosto muito. Do avô Carneiro também tenho boas recordações, embora tenha convivido menos com ele. Falarei dele noutra altura. João Graça.

Foto: Luís Graça (2007)

01 janeiro 2008

Uma noite memorável dos Melech Mechaya no Porto: Contagiarte, 7 de Dezembro de 2007







Foi uma noite que ficará na memória do nosso João e do seu grupo musical, os Melech Mechaya... Os meus amigos, cotas como eu, que foram comigo adoraram... A malta nova era capaz de ficar a dançar toda a noite, se o chão do bar aguentasse e os Melech Mechaya tivessem todo o tempo do mundo...

O João (e o seu grupo) teve o apoio dos primos, dos tios e dos amigos do Porto (1), o que foi muito simpático... Sei que eles gostaram muito, mesmo que a actuação do grupo tenha começado e acabado muito tardiamente. Até o tio Zé adorou, misturado com toda aquela malta nova, fixe, onde se misturam estudantes portugueses e estrangeiros, do Erasmus, e alguma fauna noctívaga do Porto underground... Os primos, que tinham algumas reservas iniciais em relação ao bar (Contagiarte) - que eles achavam um pouco... chunga - acabaram por rectificar a sua opinião... Afinal, o ambiente é simpático e o festival Etnias é uma aposta para continuar...

Parabéns ao líder do grupo pela empatia que consegue manter com o público... O nosso João, por seu vez, mostrou-se descontraído e inspirado, não se intimidando com a proximidade de um público, jovem, entusiasta, em cima dele... A sala, de facto, não tem condições para este tipo de música que é altamente contagiante, dançável, festiva, alegre... Parabéns, João, parabéns aos teus amigos...(LG)
__________

Nota de L.G.:

(1) Vd, post de 15 de Novembro de 2007 > A banda do primo João, os Melech Mechaya, vem actuar ao Porto, dia 6 de Dezembro, no âmbito do Festival Etnias

As cores (únicas) do nosso inverno...







Candoz >29 de Dezembro de 2007 > As cores (únicas) do fim do Outono / princípio do Inverno... Dia de nevoeiro, com a manhã muito fria...Ainda há folhas nos castanheiros e nos carvalhos... Mas as videiras já estão completamente despidas, tendo-se iniciado em Dezembro a poda, que pode prolongar-se até Fevereiro/Março... Na propriedade temos também alguns sobreiros, de folha perene...Crescem aqui a um ritmo de fazer inveja ao Alentejo...
Fotos: © Luís Graça (2007). Direitos reservados.

Álbum de família (1): A visita do sargento Touguinha

Marco de Canaveses > Paredes de Viadores > Candoz> Circa 1965 > O nosso António, o mais velho, depois de regressar do Brasil, aos 24 anos, teve de cumprir o serviço militar. Estamos em meados dos anos sessenta. Com a especialidade de Magarefe, da Manutenção Militar, foi mobilizado para Moçambique.

Em Tete, o António sofreu um grave acidente com uma pistola-metralhadora ligeira, uma UZI, disparada acidentalmente por um camarada... Milagrosamente salvou-se. Hoje é um DFA - Deficiente das Forças Armadas (com cerca de 2/3 de incapacidade).

Depois do seu regresso do Hospital Militar Principal, em Lisboa, recebemos a visita de um sargento da sua unidade, o Sargento Touguinha, que foi para o António um verdadeiro anjo da guarda. Sem a a acção dele, provavelmente o nosso mano não se teria salvo.

Na foto, podemos ver da esquerda para a direita, o António, de cigarro na boca, o Touguinha e a esposa, a Nitas (que deveria ter 18 anos), a Fernanda (vizinha, filha do sapateiro), o pai Carneiro (fazendo as honras à casa, com o copo e a caneca de vinho na mão), a Alice e a Rosa (já casada, a viver no Porto)... As criancinhas são as filhas da Rosa (e do Quim), a Zeza (a mais velha), junto à mãe, e a Natália. Por este pormenor, deduz-se que a foto terá sido tirada no Verão, na época das férias. Por outro lado, o pai Carneiro estava com os socos com que costumava andar no campo, a regar o milho.

A foto deve ter sido tirada com tripé e temporizador. Há uma outra foto em que aparece o Zé, ao lado da Rosa.

Onde quer que este nosso amigo esteja (disseram-nos que já morreu), os nossos eternos agradecimentos por tudo o que ele fez pelo nosso mano António.

Para o nosso Quim, com votos de boa saúde em 2008



Candoz, 8 de Dezembro de 2007 > O Quim escolhendo um tronco com musgo para o presépio da igreja do Padrão da Légua...

Para o Quim, que está a precisar dos nossos miminhos..., um grande chicoração dos/as sócios/as e cunhados/as da Sociedade de Candoz... Vai correr tudo bem, nós estamos cá a torcer, a sofrer e a rezar por ti...