22 dezembro 2005

em dezembro era natal

em dezembro
não fazia frio

em dezembro
não fazia ainda neve

em dezembro era natal
e comiam-se rabanadas

em janeiro
cantavam-se as janeiras
e bebia-se o vinho novo

em dezembro
ainda não havia neve
pra cozer as pencas pró natal

não havia neve
à porta dos camponeses pobres do norte
nem as peugadas dos pés descalços
das criancinhas do augusto gil

batem leve levemente
como quem chama por mim...
ah onde está o tipicismo da miséria rural
que os escritores burgueses descobriram antes de nós
o camilo o eça o ramalho o aquilino

em dezembro
o pai natal já não descia pelo fumeiro
por entre os salpicões e os presuntos
vinha de peugeot pelas estradas de frança
e trazia tiparrillos pra malta fumar
à lareira

em dezembro
a maria do norte cortava erva pró gado
e cantava a plenos pulmões
uma canção do sul

candoz.

natal de 1976

luis graça



Publicado originalmente no Blogue-Fora-Nada, em post de 28 de Janeiro de 2005 > Blogarias V - Em Dezembro

1 comentário:

Mundo da Programacao disse...

"Não confie em qualquer internauta, confie em mim!"

"Procure conhecer a beleza interior da pessoa amada. Nem que para isso você tenha que apelar para uma tomografia computadorizada"

Aguardo sua visita no meu blog.

Deselho-lhe um FELIZ NATAL!!!