29 agosto 2009

Os frutos do nosso trabalho...


video



Vídeo (1' 27''): © Luís Graça (2009). Direitos reservados


Dizem os estatutos que "eles e elas" são uma bela irmandade, e que distribuem, entre si, e entre a demais família e os amigos, com sentido de equidade e generosidade, os frutos do seu trabalho... Não há distribuição de dividendos, apenas de frutos da terra e muitos afectos...

(...)
6
É uma bela irmandade
De manos e de cunhados;
Exemplo de humildade
P'ra ricos e remediados.

7
P’ra ricos e remediados,
Qu’ eles pobres todos são;
Às vezes andam zangados
Mas pelo dinheiro, não!

8
Mas pelo dinheiro, não,
Qu’é coisa que não herdaram;
Do Sã’ Miguel ao Sã’ J’ão,
Trabalhos nunca faltaram.

(...)

E os frutos do seu trabalho vão das uvas aos marmelos, das castanhas às batatas, das laranjas às cerejas, dos pimentos Padron aos tomates, das cebolas às pencas... Há de tudo um pouco neste cantinho da nossa terra, com vista para Montemuro, a barraggem do Carrapatelo, a linha do Douro, a paisagem de Baião do Eça de Queirós de A Cidade e as Serras... que a Quinta de Tormes é já ali ao lado, do outro lado, já no concelho de Baião.

Sem comentários: